MAMOPLASTIA REDUTORA

Este procedimento resultará em uma cicatriz em formato de “T” invertido, mas existem outras técnicas, menos usadas, que deixam a cicatriz em formato de “L” ou “I”. A cicatriz da mamoplastia redutora tem a possibilidade de ficar pouco visível após o período de maturação.

 A cirurgia pode ser realizada a partir do momento em que o desenvolvimento das mamas já atingiu seu estágio final, o que se dá por volta dos 15 anos de idade. O procedimento dura, em média, duas horas e no pós-operatório, o principal é respeitar as indicações médicas e a utilização do sutiã especial.

Passados seis meses da realização do procedimento já é possível observar um resultado muito próximo do final. O mínimo de seis meses é o que o corpo necessita para se recuperar do edema (inchaço), que impossibilita a visualização do resultado definitivo.

Nome técnico: Inclusão de Prótese de Silicone para correção de hipoplasia mamária

Parte do corpo: seios

Idade recomendada: a partir dos 15 anos

Anestesia: local com sedação (na maioria dos casos)

Duração da cirurgia: em média 1 hora

Permanência na clínica: média de 8 a 24 horas

Cicatriz: discreta

Pré-operatório: exames de laboratório e arquivo radiográfico (mamografia)

Pós-operatório: curativo em forma de sutiã durante 24 horas e evitar dormir de bruços durante dez dias

Tempo de recuperação: 7 a 14 dias

O excesso de volume mamário, além de causar desconforto estético, pode acarretar problemas às mulheres e por isso a correção desse aumento é muito procurada. A

Os seios são fatores relevantes na silhueta feminina e quando apresentam alguma anormalidade, causam abalo na autoestima da mulher. Os problemas mais recorrentes são: a falta ou excesso de volume mamário e a ptose (queda) das mamas.

O excesso de volume mamário, além de causar desconforto estético, pode acarretar problemas às mulheres e por isso a correção desse aumento é muito procurada. A técnica utilizada para reduzir o volume das mamas é a mamoplastia redutora.

Realizada com anestesia local e sedação, a técnica de mamoplastia se inicia a partir de uma incisão feita ao redor da aréola e outra no sulco mamário. Através do corte, o cirurgião retira o excesso de volume, incluindo pele, gordura e glândula mamária. As novas mamas terão um volume mais adequado ao contorno corporal da paciente, além de um melhor formato e consistência.

Rua Manoel da Nobrega, 1624 |  (11) 3885-0044 | (11) 99611-4395

ricardotoshio@terra.com.br